domingo, 4 de julho de 2010

"A Medida do Amor"

Atendendo á falta de visibilidade, a transcrição do convite:

"A Medida do Amor" dá-nos a conhecer a luta pessoal de alguém que, face ao aparecimento de uma doença rápida e brutal, acreditou sempre numa possível reviravolta mesmo em condições desfavoráveis.
A palavra "cancro" não tem de ser sinónimo de fim. Pelo contrário, foi o início de uma vida diferente, agora manifestada por imensa esperança e duplamente grata.
Ao longo deste episódio, toda a "medida do amor foi sem medida", pela grandeza, pelo humanismo e pela fé em todos os factos ocorridos.

Sessão de apresentação do livro
a medida do amor amar sem medida de sérgio santos
dia 11 de Julho de 2010 a partir das 15 horas em Olmar Megastore, S. João da Madeira.





Um gesto que para alguns pode ser uma terapia à palavra "cancro",
para outros um alento!...
A reforçar que "cancro não é sinónimo de fim"!

Embora saiba que gostasse da nossa presença,
estaremos todos em pensamento com toda a certeza,
e a torcer para que este livro, o seu motivo, a sua finalidade seja um Sucesso...

Tudo de BOM! :):)

6 comentários:

  1. Manifestamente solidário com as tuas palavras.
    Conheço muitas pessoas que também o venceram!
    As crónicas do MEC napenúltima página do Público exaltam o nAMOR pela sua Maria João, outra vencedora!
    Só lamento não ter colecionado todas essas crónicas que a tal reportam...

    Um beijo para muitos MOMENTOS.

    ResponderEliminar
  2. Desculpem as duas palavras coladas e um "n" que teimou em figurar.
    Foi o sentimento...

    ResponderEliminar
  3. É o amor pela vida, pelas apresentações simpáticas que ela nos presenteia e que nos faz amar, amar, amar!
    É um sentir desinteressado daquilo que é material e a valoração dos gestos, do carinho, do afecto, da delicadeza, serenidade...
    É aprender a vida com um sentido diferente!
    Mil beijinhos, catraia linda!

    ResponderEliminar
  4. Hi... Looking ways to market your blog? try this: http://bit.ly/instantvisitors

    ResponderEliminar
  5. bem verdade mas nem sempre assim! vou ler de certeza...só eu sei porquê! bjs e um gde abraço :)

    ResponderEliminar
  6. A medida do amor, é amar sem medida... é daí que vem a força e a garra, do amor que existe dentro de cada um de nós e daqueles que nos rodeiam e nos fazem sentir especiais e vencer estas fases menos boas... ás quais todos nós estamos sujeitos. Beijo

    ResponderEliminar